sábado, 30 de maio de 2015

António Barahona - MISTÉRIO DO SOM




III

A linguagem dos búzios
ensina a soletrar silêncio,
a fim de escrutar dentro de nós os
nomes ditos em segrêdo submarino.
Só reconheço que sou sábio neste
mistério, o que equivale a re-
conhecer que não sei nada, nem en-
tendo nada de nada mesmo que
seja tudo, pois só entendo o Todo.



António Barahona, O SOM DO SÔPRO, Poesia Incompleta

Sem comentários:

Enviar um comentário