terça-feira, 4 de novembro de 2014

Miguel Torga - Água





Água a correr na fonte.
Uma quimera líquida que sai
Das entranhas do monte
A saber ao mistério que lá vai...

Pura,
Branca, inodora e fria,
Cai numa pedra dura
E desfaz o mistério em melodia...


Gerês, 26 de Agosto de 1942
Diário II

Sem comentários:

Enviar um comentário